Tratar pequenas feridas e lesões

A pele é o maior órgão do nosso corpo. Ela é também nossa principal arma de defesa contra germes. É o nosso escudo protetor que impede o contato dos micróbios do ambiente com o nosso meio interno.

Apesar da pele ser colonizada por bilhões de bactérias potencialmente causadoras de doença, nós não ficamos doentes porque elas não conseguem entrar no nosso corpo. A pele protege-nos .

O problema começa a surgir quando esta proteção é rompida, como nos casos de feridas e lesões da pele. A partir deste momento, estabelece-se uma porta de entrada para os germes externos que poderão levar a infecções.

Podemos dividir as feridas da pele pelo mecanismo de lesão:

  • Incisas ou cortantes = São aquelas causadas por faca, bisturi, lâmina etc…
  • Perfurante = Causada por objetos pontiagudos como pregos e alfinetes.
  • Escoriação = Quando a lesão ocorre na superfície da pele, como quando caímos e arrastamos o joelho ou qualquer outra parte no chão.
  • Laceração = É uma escoriação mais profunda e que acomete o tecido subcutâneo
  • Contusas = Lesões traumáticas de grande força que lesam os tecidos abaixo da pele. Como em um soco ou trauma da cabeça. Normalmente causam as equimoses (manchas roxas ao redor da lesão)
  • Queimaduras = O nome já diz tudo.

A maioria das lesões apresenta mais de um tipo de característica, como perfuro-cortantes, corto-contusas etc…

As feridas também podem ser classificadas pelo grau de contaminação.

  • Limpas = são as feridas cirúrgicas
  • Contaminadas = São aquelas que tiveram contato com materiais sabidamente sujos como terra, mordidas de animais ou humanos, cortes na rua etc.
  • Feridas infectadas = são as que apresentam sinais de infecção.

Como proceder, então, após uma lesão:

– Antes de manusear qualquer lesão, deve-se lavar as mãos com água e sabão, ou álcool gel se disponível.

– Pequenos cortes, perfurações superficiais e escoriações podem ser tratados apenas com limpeza local. Água e sabão neutro são suficientes na maioria dos casos. Outra opção é irrigação com soro fisiológico. Deve-se limpar até desaparecer qualquer sinal de sujeira ou corpo estranho como terra, grama etc.

– Lesões mais profundas e cortes mais extensos devem ser avaliados por um médico para decidir se há necessidade de realizar sutura com pontos. De qualquer modo, a limpeza primária pode ser feita com água corrente ou soro fisiológico. Se notar presença de corpo estranho na ferida, vá ao médico.

– Nos casos de queimaduras leves sem rompimento da pele, a limpeza é feita com água e sabão de modo suave. Nunca estoure as bolhas! Não use manteiga, margarina, ou qualquer outra substância não esterilizada. Queimaduras mais graves devem ser avaliadas por médicos 

– O uso excessivo de substâncias desinfetantes pode atrapalhar o processo de cicatrização. Mais uma vez, água e sabão são suficientes para a maioria das lesões pequenas. Deixe que o médico indique a utilização de antissépticos. Evite usar álcool ou iodo em feridas abertas sem a indicação do médico, já que estas substâncias podem irritar a lesão e piorar a inflamação.


© 2022 Pharma4u. All Rights Reserved. Design by JM
Newsletter Pharma4u

Preencha os seus dados e clique em “Enviar” para receber directamente no seu mail todas as novidades e campanhas da Pharma4u.